O que é embalagem flexível?.

A embalagem flexível é um meio de acondicionar os produtos. São fabricadas com materiais não rígidos, o que permite opções mais econômicas e personalizáveis. Em relação às embalagens rígidas, é um método relativamente novo no mercado que se tornou popular devido à sua alta eficiência e natureza econômica. Este método de embalagem usa uma variedade de materiais flexíveis, incluindo papel alumínio, plástico e papel, para criar sacas,  sacolas, bolsas, big bags e outros recipientes de produtos flexíveis. As embalagens flexíveis são amplamente utilizadas em indústrias que requerem embalagens versáteis, como as indústrias de alimentos e bebidas, cuidados pessoais, química e farmacêutica.

Benefícios da embalagem flexível

Existe no mercado uma ampla gama de opções de embalagens flexíveis que atendem os mais diversos tipos de produtos, entre seus vários benefícios podemos destacar: 

  • Eficiência de produção aprimorada - A embalagem flexível usa menos material básico do que a embalagem rígida tradicional, e a fácil conformabilidade de produtos (principalmente se tratando de sólidos em pó ou granulados) melhora o tempo de produção e reduz o consumo de energia. 

  • Ambientalmente amigável - A embalagem flexível requer menos energia do que a embalagem rígida. Além disso, os materiais de embalagem flexível são frequentemente projetados para serem reutilizáveis e recicláveis.

  • Design e personalização de pacotes inovadores - Os materiais de embalagem flexíveis permitem formatos de embalagem mais criativos e visíveis. Em sua maioria permitem a impressão gráfica, isso garante uma embalagem notável e marcante para um valor de marketing superior. 

  • Maior vida útil do produto - A embalagem flexível protege os produtos contra umidade, raios ultravioleta, mofo, poeira e outros contaminantes ambientais que podem afetar negativamente o produto, mantendo assim sua qualidade e estendendo sua vida útil.  

  • Embalagem de fácil utilização - A embalagem flexível é menos volumosa e mais leve do que as opções tradicionais, por isso é mais fácil para os clientes comprar, transportar e armazenar produtos. 

  • Transporte e manuseio simplificados - Os custos de transporte e manuseio são significativamente reduzidos, pois esse método é mais leve e ocupa menos espaço quando vazio do que a embalagem rígida. 

Leia Também.:

05 Vantagens do Big Bag (Contentor Flexível)

Diferentes tipos de embalagens flexíveis

Os materiais usados nas embalagens flexíveis são fáceis de manipular e combinar em estilos inovadores e personalizáveis. Existem embalagens flexíveis em diversas formas e tamanhos por isso listamos alguns dos modelos mais eficientes, como: 

  • Sacos plásticos em polietileno - são pequenos pacotes compostos de polietileno que são selados a quente. Tipo de embalagem flexívelEles são normalmente pré-formados para facilitar o enchimento e vedação internos. É um tipo de embalagem flexível desenvolvido como sacos (boca aberta/ valvulados), bobinas e filmes técnicos.

  • Sacolas plásticas de polipropileno - é um tipo de embalagem muito procurada pois é transparente e brilhante com o aspecto de cristal, tendo o mesmo efeito do vidro, sendo assim, não altera o visual dos produtos que podem ser expostos para os clientes dentro da embalagem.

  • Big Bags (contentores flexíveis) - é um modelo de embalagem flexível fabricado em polipropileno de alta resistência, com formato semelhante a uma grande sacola que pode acondicionar até 2.000 kg de carga. Tem boa aplicação para produtos sólidos (em pó ou a granel), mantendo-os melhor acomodados e protegidos. Leia mais. 

  • Sachês - são pacotes planos feitos de material de embalagem em camadas. Eles são frequentemente usados para produtos farmacêuticos e de cuidados pessoais de uso único e para alimentos. Estes são ótimos para feiras onde você deseja distribuir amostras.

  • Embalagens laminadas  - possuem estruturas com barreira, compostas de materiais diversos como polietileno, polipropileno, BOPP e poliéster. Essas embalagens oferecem durabilidade extra quando comparadas aos sacos de plástico comuns.

  • Sacos de ráfia - são produzidos em variados tamanhos e modelos podendo ser laminados, convencionais, transparentes, sanfonados, boca aberta, valvulados, porém são projetados para suportar no máximo 50 quilos. 

Leia também.:

Embalagens primárias.

Quais indústrias se beneficiam com as embalagens flexíveis?

A versatilidade da embalagem flexível a torna uma excelente opção para muitos produtos e indústrias, incluindo: 

  • Alimentos e bebidas - Saco laminados, sacolas, sacos de ráfia e sachês para alimentos; Cosméticos - sachês de amostra, base, produtos de limpeza e loções; 
  • Cuidados Pessoais - Medicamentos de uso único e sachês de amostra para produtos pessoais;
  • Produtos de Limpeza Doméstica -  Pacotes de detergente descartáveis, sachês para armazenamento de pós e detergentes.

Siglas de classificação de materiais recicláveis

Os materiais plásticos vêm em uma variedade de classificações: 

  • PET - Polietileno Tereftalato é o mais fácil de reciclar e é frequentemente usado em garrafas de refrigerante e embalagens de alimentos.
  • HDPE - O polietileno de alta densidade é normalmente reciclado em garrafas e sacos plásticos e é usado para garrafas mais pesadas de óleo de motor, alvejante e produtos para o cabelo.
  • LDPE - O polietileno de baixa densidade é mais fino e usado em sacolas de supermercado, sacolas plásticas para freezer e produtos semelhantes. Pode ser reciclado para fabricação de sacos plásticos.
  • PVC - O Policloreto de Vinila é utilizado em tubos e móveis, entre outros itens. É difícil de reciclar e pode ser prejudicial ao meio ambiente.
  • PP - O polipropileno é um plástico fibroso usado em roupas e cordas, que pode ser reciclado em materiais fibrosos.
  • PS - Poliestireno é usado para materiais de embalagem, copos de espuma e outros produtos leves. É difícil reciclar devido à falta de densidade, mas pode ser reaproveitado.
  • Outros - Outros plásticos, incluindo policarbonato, acrílico, nylon e fibra de vidro.

Por que as embalagens flexíveis continuam sendo apropriadas para indústria 5.0

De caixas de madeira a vidro, sacos de papel, estanho, metais e alumínio, as embalagens remontam à gênese da existência humana. A revolução industrial de 1760-1840 gerou aumento na produção, fornecimento e consumo - até mesmo na demanda por novos produtos. Essa era também levou à embalagens plásticas inovadoras para preservar os alimentos, protegê-los da contaminação, melhorar a qualidade de vida e atender às necessidades dos consumidores e da população global. 

A embalagem flexível é uma dessas invenções de embalagem, combinando as características mecânicas e físicas de várias camadas de diferentes polímeros para equilibrar a funcionalidade, questões ambientais e considerações comerciais. 

A embalagem flexível vem em vários formatos, como sacolas seladas, sacos reforçados, bolsas, sacos para micro-ondas, sacas valvuladas, sacos com zíper e a vácuo. No entanto, as tendências de embalagens flexíveis estão mudando e influenciando produtores, fornecedores, varejistas, proprietários de marcas, consumidores e recicladores. 

A embalagem flexível é compatível com o varejo inteligente: processos automatizados para armazenar informações do produto (tipo, tamanho e cor), registrar os padrões de compra dos consumidores e ajudar os varejistas a minimizar a contribuição humana. Esses recursos aumentam a eficiência, ajudando as lojas de varejo a tomar decisões informadas sobre suas compras e evitar custos desnecessários e estocagem de alimentos, resultando em desperdício de alimentos e sobrecarga nas instalações de armazenamento. 

Por exemplo, códigos de barras ou etiquetas inteligentes fornecem uma identidade digital exclusiva, o que facilita o rastreamento do produto, melhora o gerenciamento de estoque e solicita a retirada de produtos vencidos da prateleira. A embalagem inteligente deve comunicar informações sobre a qualidade do produto, uma vez que as cadeias de suprimentos e mercados globais às vezes estão saturados de produtos falsificados. 

Esses códigos, etiquetas inteligentes e rótulos também ajudam os proprietários de marcas a coletar métricas de monitoramento em tempo real na cadeia de suprimentos, obter insights sobre o mercado e avaliar o desempenho de produtos para várias categorias de alimentos. 

Tags.: Tecnologia, embalagens inteligentes e varejo, embalagem flexível, big bag, polipropileno, embalagem indústria 5.0, embalagem plástica.